Mock Draft 1.0 12th Man Brazil

Esse vai ser o primeiro mock (oficialmente) da nossa página. Tudo o que colocarmos aqui são opiniões baseadas apenas no que pudemos assistir durante a temporada do college e em tapes dos atletas. Como sabemos no dia do draft, tudo pode acontecer e tudo o que prevermos pode estar absolutamente errado.

brownsCleveland Browns – Mylles Garrett , DE , Texas A&M: texasam_logo

A escolha mais simples do draft 2017. Myles Garrett mostrou ser um talento inestimável como pass-rusher pela Texas A&M. Adam Schefter disse a poucas semanas que o Browns tem Garrett com uma grade “Astronômica” e por tudo o que já mostrou nessa temporada sua escolha pelos Brows certamente se concretizará.

san-francisco-49ers-logo.png     San Francisco 49ers – DeShone Kizer, QB, Notre Dame:NotreDame_logo.gif

Kaepernick ou Blaine Gabbert não são o futuro da franquia. Kelly ama jogadores com precisão no passe e que tomem decisões rápidas e esse pode ser o fator que pesa para escolherem Trubisky ao invés de Kizer, porém, particularmente acredito que Kizer tenha muito a evoluir e pode ser o signal caller que o 49ers precisa até reerguer a franquia e achar seu Franchise Quarterback.

bears     Chicago Bears – Mitch Trubisky, QB, North Carolina:northcarolina_logo

A era Jay Cutler está oficialmente terminada. Trubisky é um QB projeto, que nas mãos certas pode ser o jogador para fazer com que o Bears volte a ser uma franquia competitiva.

Trubisky tem boa precisão, toma decisões rápidas, tem uma relativa presença de pocket, mas como grande parte dos jogadores que vem do College, precisa ser lapidado. Apesar de ser contra secundárias fracas, Trubisky teve 3 jogos de 400 jardas e zero Interceptações. Foi uma temporada de 69% de passes completos, 3,468 jardas aéreas, 28 touchdowns e 4 interceptações, além de três touchdowns corridos. Com um bom coaching pode ser um bom nome para guiar o ataque do Chicago Bears.

jags.jpg   Jacksonville Jaguars – Jonathan Allen, DE/DT, Alabama:alabama_logo

Os Jaguars gastaram um caminhão de dinheiro com essa defesa na free agency em 2016, porém pareceu mais um bust do que qualquer outra coisa.

Allen é um jogador fantástico, que qualquer franquia gostaria de ter em seu roster. Desde que jogou contra os Colts em Londres, os Jaguars não conseguiram gerar um pass-rush consistente e Allen pode ser a solução para este problema.

Allen teve uma temporada de 58 tackles, 11.5 TFL, 8.5 sacks, 2 passes desviados, 1 interceptação que foi retornada para um touchdown de 75 jardas. Com toda certeza, Allen é o único jogador do draft que pode fazer a cabeça do Staff do Browns coçar, pois assim como Garret é talentosíssimo.

Tennessee_Titans_logo.svg.png  Tennessee Titans (Via Rams) – Quincy Wilson, CB, Florida: florida_logo

Após a saída de Vernon Hargreaves no draft passado, Wilson tomou conta da posição de CB de Florida ao lado de Jalen Tabor e não deixou a desejar. Com 1,85 de altura e 96 KG, Wilson tem tudo para ser um dos top corners desse draft.

Seus “ball-skills”, awareness , estatura e outros aspectos o candidatam a ser o primeiro CB do draft.

O Titans precisa urgentemente acrescentar talento nessa secundária que em muitos jogos é seu fator de desequilíbrio. Wilson pode ser uma grande adição a esse grupo.

Jets.png  New York Jets – Leonard Fournette, RB, LSU: lsu_logo

Vejo uma possibilidade do Jets procurarem um futuro QB com sua escolha, porém, Matt Forte não será o RB dos Jets por muito tempo e Fournette é o melhor prospecto de RB desde Peterson.

Em 2016, Fournette teve uma marca de 6.5 jardas por carregada, 843 jardas terrestres e 8 touchdowns. Os números não são os melhores de sua carreira, mas uma lesão no tornozelo o tirou de alguns jogos da temporada.  Em comparação, em 2015 foram 1,953 jardas, 6.5 jardas por carregada e 22 touchdowns, é um talento inestimável e de longe é um dos top-3 prospects do draft.

chargers.png  San Diego Chargers – Jamal Adams, S, LSU:  lsu_logo

San Diego tem problemas com Tackles. Seus dois tackles atuais regrediram em relação a temporadas anteriores, porém Jamal Adams é um excelente prospecto e em uma classe fraca de tackles, os Chargers podem acrescentar talento à sua já talentosa secundária. Com dois excelente corners, Adams pode ter uma grande carreira em San Diego (ou seja lá onde eles forem jogar).

Com 1,85 de altura (aproximadamente), 95 KG e uma temporada maravilhosa por LSU, Adams pode ser o substituto de Eric Wedle nessa secundária. Em 2016 foram 65 tackles, 3 passes desviados e 1 interceptação, abaixo de suas 4 interceptações na temporada passada, mas Adamas é um jogador que é temido pelos adversários.

bengals.png  Cincinnati Bengals –  Derek Barnett, EDGE, Tennessee: Tennessee_logo.gif

Barnett é um dos melhores EDGEs do draft e o Bengals pode estar a procura de um apoio para Dunlap.

Barnett teve 50 tackles, sendo 18 TFL, 12 sacks, 1 FF, 3 passes desviados e 1 interceptação. Com uma temporada forte como esta, Barnett se candidata a estar no top-10 desse draft.

panthers.png Carolina Panthers – Charles Harris,DE/OLB, Missoure: missouri_logo

O Panthers tem sofrido desde o Superbowl 50 com seus tackles, porém a franquia também não consegue ter consistência no pass-rush e Harris pode ser uma peça importante nesse quesito.

Com uma excelente temporada no College, Harris anotou 62 tackles, 12 TFL, 9 sacks, 3 passes desviados e 2 FF.

brownsCleveland Browns (Via Eagles)-  Marlon Humphrey, CB, Alabama:alabama_logo

Depois de draftar um excelente pass-rush para jogar ao lado do talentoso Danny Shelton, o Browns podem continuar agregando talento a essa defesa, que pode passar a ser o pilar da reconstrução da franquia.Humphrey é um CB talentoso que pode agregar muito a essa secundária do Browns.

Apesar da temporada com apenas duas interceptações, Humphrey anulou um dos principais recebedores do College, Juju Smith-Schuster a apenas uma recepção de nove jardas.

cards Arizona Cardinals – Reuben Foster, LB, Alabama: alabama_logo

O Cardinals tem uma excelente defesa, mas um de seus problemas é exatamente MLB. Foster é um dos maiores talentos de ILB dos últimos anos e certamente tem muito a acrescentar à esta defesa.

Com 94 tackles, 12 TFL, 4 sacks e 2 passes desviados, Foster tem tudo para ser um dos grandes nomes da liga.

bills.png Buffalo Bills – Mike Williams, WR, Clemson: clemson_logo

O Bills tiveram um ano trágico em termos de jogo aéreo. Sammy Watkins sofreu com lesões e o Bills mostrou ter uma carência no setor.

Williams teve uma grande temporada anotando, 10 touchdowns e 1,171 jardas em 84 recepções e tem tudo para ser um grande jogador na NFL. Boas rotas, um back-shoulder mortal e uma velocidade formidável fazem de Williams uma grande arma para qualquer franquia.

Indianapolis_Colts_logo.svg.png  Indianapolis Colts – Tim Williams, OLB, Alabama: alabama_logo

Os Colts tem um número considerável de necessidades após anos de escolhas ruins por parte de seu Staff ( Ryan Grigson ). Com sérios problemas na defesa, o Colts podem optar por adicionar um dos melhores linebackers desse draft.

Tim Williams teve uma temporada de 8.5 sacks,27 tackles, 12 TFL, 2 FF e 1 passe desviado. Williams é um dos pilares da monstruosa defesa dos Crimson Tides e é talentosíssimo. O Colts podem ganhar muito com essa escolha.

*Outra escolha plausível seria a do RB Dalvin Cook já que Frank Gore não terá muito mais lenha para queimar.

eagles.png Philadelphia Eagles (Via Vikings) –  Dalvin Cook, FSU: floridastate_logo

Eagles tem um novo QB, que pode ser ou não a cara da franquia. É perceptível que Sproles e Mathews são eficientes, porém Dalvin Cook é um talento gigantesco e tem muito a acrescentar no backfield de Philadelphia. Wentz com certeza agradecerá pela ajuda que Cook pode dar.

Em 2016, Cook atingiu a marca de 6.0 jardas por carregada, 1,620 jardas terrestres e 18 touchdowns, além de 30 recepções para 426 jardas aéreas.

200px-New_Orleans_Saints_svg.png New Orleans Saints – Malik McDowell, DL, Michigan State:michiganstate_logo

Os Saints tem uma das piores defesas da liga. Com Cameron Jordan impecável e Rakings vindo de lesão e com um talento extraordinário, a franquia de New Orleans pode adicionar mais talento à essa linha defensiva.

Com uma temporada de 34 tackles, 7 TFL e apenas 1.5 sack, se enganam os que acham os números fracos. O jogador de Michigan State consegue geram pressões constantes ao pocket adversário, não dando paz para os OLs e o QB. McDowell é um jogador com talento de top-15 no próximo draft.

tennessee_titans_logo-svg Tennessee Titans – John Ross, WR, Washington: washington_logo

O Titans tem em Marcus Mariota o seu futuro. O Jovem quarterback já se mostrou muito talentoso e capaz de comandar o ataque dos Titans, porém, Mariota precisa de armas e John Ross vem mostrando ser um talento de first round.

John Ross teve uma temporada fantástica com os Huskies com 76 recepções para  1,122 jardas e 17 touchdowns. Ross pode ser uma arma interessante para Mariota levar o Titans para os playoffs.

Baltimore_Ravens_logo.svg.png Baltimore Ravens – Adoree’ Jackson, CB, USC: usc_logo

Jackson pode ser uma grande adição dos Ravens para jogar oposto a Jimmy Smith.

Com uma temporada de 11 passes desviados e 4 interceptações, Jackson tem grande potencial para se tornar um dos nomes mais falados da liga em breve. Jogando contra os alguns dos melhores recebedores do College (Ross e cia), Adoore’Jackson não deixou a desejar em nenhum momento.Com um plus de jogar como recebedor e retornador, Jackson pode agregar muito a essa equipe dos Ravens.

bucs Tampa Bay Buccaneers – Jabrill Peppers, S/LB, Michigan: Michigan_logo.gif

Peppers é um jogador eletrizante. Versátil, Peppers pode jogar de S, posição em que mais atua, CB e LB.

Os Buccaneers precisam reforçar essa secundária, principalmente no spot de safetie, e Peppers é um jogador e tanto para se ter no roster.

Com uma temporada de  72 tackles, 16 TFL, 4 sacks, 1 interceptação, zero passes desviados e 1 FF, Japrill Peppers ainda pode atuar no special teams como retornador.

broncos.png  Denver Broncos – Cam Robinson, OT, Alabama: alabama_logo

Com um contrato make-or-break com o LT Russel Okung, os Broncos devem tentar uma escolha mais barata e talvez mais efetiva.

Robinson sofreu no college com alguns dos melhores pass-rushes, mas seu talento é notável. Nas mãos certas Robinson pode se tornar um RT decente e o Broncos tem tudo para ajudá-lo em tal façanha.

*O.J Howard, Njoku ou Butt (TEs) também são possíveis.

Washington_Redskins_logo.svg.png  Washington Redskins – Zach Cunningham, ILB, Vanderbilt:Vanderbilt_logo.gif

Washington vai enfrentar grades problemas com cap para segurar seu QB. Zach pode sanar uma necessidade do Redskins que a longo prazo os permitirá investir no novo contrato de Cousins.

Com 19 tackles , sendo 16.5 TFL, 3 passes desviados e 1 FF em 2016 Zach se candidata a first round pick. Com as habilidades necessárias e o porte físico correto, Cunningham pode chegar à NFL e jogar os três downs defensivos de qualquer franquia. Cunningham é um talento nato.

New_Lions_Logo.svg.png Detroit Lions – Jalen Tabor, CB, Florida: florida_logo

Mesmo com a saída de Suh e Nick Fairley os Lions conseguiram uma consistência ao longo da linha defensiva. Então vamos a um segundo ponto de necessidade: cornerback.

Darius Slay segura as pontas nessa secundária dos Lions, e nesse draft eles tem a oportunidade de adicionar talento a ela.

Suspenso do inicio da temporada por conta de uma briga com um companheiro, Tabor engrenou para uma temporada de 4 interceptações e 5 passes desviados, cedendo poucas jardas e quase sempre ganhando seus duelos particulares. Tabor tem talento o suficiente para acrescentar à defesa do Lions e tornar a franquia ainda mais competitiva.

houston_texans_logo-svg Houston Texans – David Njoku, TE, Miami: Miami_logo.gif

Com um excelente Tight End bloqueador em C.J. Fiedorowicz, os Texans podem adicionar mais talento ao seu corpo de recebedores com David Njoku. Njoku é mais um talentosíssimo TE vindo de Miami (Jimmy Graham, hello!).

Explorar as defesas adversárias com tantas armas e versatilidade, pode ajudar Houston a manter sua hegemonia na divisão. Hopkins, Lamar Miller, Fuller e Njoku podem causar grandes estragos nos adversários.

Caso Njoku se “declare” para o draft 2017, vamos escutar bastante o seu nome.

*Njoku disse que vai para o draft 2017 na noite do dia 28/12.

green_bay_packers_logo-svg Green Bay Packers –  Dawuane Smoot, DE, Illinois: Illinois_logo.gif

Nick Perry e Julius Peppers estão nos seus últimos anos de contrato e Smoot tem sido bem visto por boa parte dos scouts das franquias.

Com uma temporada de 56 tackles, sendo 15 TFL, 5 sacks, 2 forced fumbles e 1 passe desviado, Smoot tem tido grade de top-15 por algumas franquias, enquanto outras tem dado late-first , mid-second.

Os Packers vão precisar se ajeitar para manter a força e adicionar talento como Smoot pode ser um dos caminhos.

*O.J Howard também é uma possibilidade. Os Packers precisam de um bom TE e Howard tem tudo para ser uma grande arma para Rodgers.

mia Miami Dolphins – O.J Howard, TE, Alabama:  alabama_logo

Com os contratos dos seus três TEs terminando, os Dolphins vão precisar adicionar talento ao seu grupo de “gordinhos metidos a widereceivers”.

Howard teve temporadas fantásticas com Alabama. Um excelente bloqueador, Howard tem bons números quando sai para receber. Em 2016, são 37 recepções para 445 jardas e 2 touchdowns. Os Dolphins vão adorar ter um jogador tão talentoso em seu roster.

Seattle_Seahawks_Vector_Logo.svg.png Seattle Seahawks – Sidney Jones, CB, Washington: washington_logo

Com uma temporada tenebrosa da linha ofensiva, a escolha obvia seria um jogador da mesma, porém um jogador tão talentoso como Jones é raro de se encontrar.

A secundária do Seahawks já não é a mesma que costumávamos ver, não só pelas lesões de Thomas e Chancellor, mas pelas fracas atuações sucessivas de Shead e Lane.

Jones tem 3 interceptações, 6 passes desviados e 4 fumbles forçados. Seu famoso “ball-skills” lembra muito Marcus Peters, que também veio dos Huskies. Jones tem grande leitura de rotas, controle corporal fantástico, velocidade excelente. É um jogador completo para agregar à famosa secundária dos Seahawks.

*Outro nome que pode ser draftado é o OT, Ryam Ramczyk de Wisconsin. Ramczyk teve grande temporada pelos Badgers protegendo o Blindside e pode ser um bom valor para os Hawks.

*Quenton Nelson , OG, de Notre Dame tem o gabarito de “pronto para a NFL” e pode ser outra opção interessante.

*Com tantos problemas na posição de RB, principalmente quando a se manter saudável, os Seahawks podem querer apostar no RB, D’onta Foreman, de Texas, que tem excelente habilidade na posição e impressiona por sua “paciência” no pocket para achar buracos para suas corridas. Pode ser uma pick inesperada e interessante.

Atlanta_Falcons_logo.svg.png Atlanta Falcons – Caleb Brantley, DT, Florida: florida_logo

Brantley é um excelente pass-rusher no interior da linha. Com sua escolha os Falcons já pode garantir o futuro sucessor de Jonathan Babineaux.

Brantley teve uma temporada de 28 tackles, sendo 8.5 TFL, 1.5 sacks e 1 FF. Os números podem parecer baixos, mas o jogador é excelente em “quebrar” a linha adversaria e gerar pressão, fora que Brantley tem um excelente agilidade no “ponto de ataque”.

Pittsburgh_Steelers_logo.svg.png  Pittsburgh Steelers – Taco Charlton, DE/EDGE, Michigan: michigan_logo

Bud Dupree ainda não mostrou a que veio e o Steelers não poderão contar com James Harrison para sempre. Taco Charlton tem sido excelente em Michigan pressionando o quarterback.

Com uma temporada de 8.5 sacks, 38 tackles e 11 TFL, Charlton tem a versatilidade de jogar nos esquemas 4-3 e 3-4. Nome interessante para adicionar à defesa dos Steelers.

Kansas_City_Chiefs_logo.svg.png Kansas City Chiefs – Quenton Nelson, G, Notre Dame: notredame_logo

Kevin Zeitler deve se tornar free agent nessa offseason e Andy Reid deve querer manter seu QB protegido.

Pelas informações, várias franquias tem dado first round grade para Nelson e alguns Scouts dizem que ele já está preparado para enfrentar o nível NFL, ou seja, ele já está preparado para a liga.

New_York_Giants_logo.svg.png  New York Giants – Christian McCaffrey, RB/WR, Stanford:Stanford_logo.gif

Jennings não é o cara para carregar a bola pelos Giants. Mesmo com problemas nos tackles, os Giants podem adicionar um grande talento ao seu jogo corrido, no talentoso McCaffrey.

McCaffrey tem média de 6.3 jardas por carregada, para 1,603 jardas e 13 touchdowns. Ele também totaliza 37 recepções para 310 jardas e 3 touchdowns . McCaffrey pode ser um alvo perigoso para Manning que já conta com Cruz e Odell.

oakland_raiders_logo Oakland Raiders – D’onta Foreman, RB, Texas: texas_logo

Latavius Murray é um running back inconsistente e Foreman tem um potencial incalculável.

Foreman teve uma temporada de 2,028 jardas e 15 touchdowns, com média de 6.3 jardas por carregada, o running back é um valioso power back, praticamente pronto para a NFL.

New_England_Patriots_logo.svg.png New England Patriots – Desmond King, CB, Iowa:  Iowa_logo.gif

Com renovações pendentes com Butler e Ryan, os Patriots de BB vão querer acrescentar algum talento aqui.

Demond King teve ótimas temporadas em Iowa, anotando 53 tackles, 7 passes desviados, 2 interceptações e 1 FF. Em 2015 foram incríveis 8 interceptações e 13 passes desviados.

King tem muito a acrescentar à secundária dos Patriots.

Dallas_Cowboys.svg.png Dallas Cowboys – DeMarcus Walker, DE, FSU: floridastate_logo

Os Cowboys tem um ataque poderoso, mas sua defesa não gera medo no adversário. Com a adição de Walker, que teve excelentes números no College, os Cowboys podem começar a ganhar mais respeito com essa defesa.

Walker teve uma temporada de 64 tackles, 17.5 TFL e incríveis 15 sacks, 3 FF e 2 passes desviados. O DE pode ser uma grande adição ao pass-rush de Dallas.

 

 

As escolhas são baseadas em leitura de opinião de scouts e em sua grande maioria no que eu pude assistir em tapes dos atletas. Discordar de escolhas é normal, já quem nem sempre é possível se conhecer o problema de cada time a fundo, por tanto, deixe sua opinião do que achou.

#GoHawks #WeAre12

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: