Pré-jogo Seahawks vs Lions

img_3757[PRÉ-JOGO]

Chegou a hora da verdade. É hora dos Playoffs. Neste Sábado, dia 07, o Seattle Seahawks enfrenta o Detroit Lions pelo Wild Card da NFC. O jogo será em Seattle, no CenturyLink Field, e acontecerá às 23:15, com transmissão do Esporte Interativo e da ESPN.

A temporada regular terminou e o Seahawks enfrentou muitos altos e baixos. Não engrenou na segunda metade do calendário, como é de costume, e está indo para os playoffs com a confiança um pouco abaixo do que nos anos anteriores. A perda da Seed #2 abalou o time e a torcida, que chegou a vaiar o time em alguns momentos nesse final de temporada.

Mas agora é hora de apagar tudo isso da memória e pensar adiante. Hora de entrar com sangue nos olhos e confiança para dar a volta por cima, e conquistar mais uma vitória nos playoffs. Os números e projeções mostram que os Seahawks são favoritos, mas para chegar até aqui, os Lions também possuem suas qualidades que merecem cuidados.

Apesar de não ter vencido nenhum adversário que chegou aos playoffs, os Lions disputaram o título de divisão até o fim. Com um QB consistente, possui armas e determinação para conseguir vitórias. É um time que não desiste até que o tempo de jogo chegue ao fim.

RAIO-X DO ADVERSÁRIO

Ataque

Matthew Stafford fez uma ótima temporada e decidiu muitos jogos no quarto período. É isso que um grande QB precisa mostrar. Até certo momento da temporada era um candidato bem cotado para o prêmio de MVP, mas a queda no final diminuiu um pouco essa possibilidade. Foram 4.327 jardas, 24 TDs e 10 INTs ao longo do ano, sexta maior marca em jardas da NFL. A mobilidade dele melhorou e foi sem melhor ano com ganhos terrestres.

O líder de recepções do time é um ex-jogador dos Seahawks. Estamos falando de Golden Tate, o WR que foi campeão do Super Bowl em 2013. Ele possui 1.077 jardas e 4 TDs anotados na temporada. Em seguida está o WR Marvin Jones, que ganhou espaço com a aposentadoria do Megatron, com 930 jardas e os mesmos 4 TDs. Tate é um jogador marrento, sabe decidir, faz jogadas mirabolantes e será um grande match up para Richard Sherman.

O Jogo terrestre de Detroit foi o terceiro pior da liga e possui uma média de apenas 81,9 jardas/jogo. Desde a contusão do RB Theo Riddick, o FB Zach Zenner assumiu o posto de principal corredor do time e vem surpreendendo. Com porte físico forte e conseguindo bons cortes, ele já anotou 4 TDs essa temporada, sendo 3 nos últimos dois jogos.

Defesa

A defesa dos Lions não se destacou ao longo da temporada. Liderada pelo DT Haloti Ngata, sackaram os quarterbacks adversários em apenas 26 oportunidades. Sendo o terceiro pior número da liga. O líder do time é o DE Kerry Hyder com 8,0 sacks. Além disso, forçaram apenas 8 fumbles.

A secundária também não é muito consistente. Dos 42 TDs sofridos pelo time, 33 foram aéreos. E fizeram apenas 10 interceptações ao longo do ano. Não é a toa que o FS Glover Quin e o SS Tavon Wilson são dois dos três jogadores com mais tackles na equipe. Os recebedores têm encontrado facilidade para receber e se livrar dos CBs, fazendo com que os Safeties trabalhem mais.

TRÊS JOGADORES PARA FICAR DE OLHO

1 – o veterano WR Anquan Boldin está em sua primeira temporada com os Lions e é o líder em TDs. Apesar de ser apenas o quarto em jardas recebidas (584), ele já anotou 8 touchdowns.
2 – O CB Darius Slay possui 2 INTs, forçou um fumble e até sackou o QB uma vez em uma blitz com os corner.
3 – O kicker Matt Prater já ganhou jogos, já forçou prorrogações e tem a confiança do time, mas nos últimos 2 jogos errou 2 FGs. Esperamos que ele não esteja tão afiado para o jogo de amanhã.

RECEITA PARA A VITÓRIA

O grande segredo está na proteção de Russell Wilson. É nítido que quando ele possui um tempo decente para realizar as jogadas, ele o faz. Nosso QB é acima da média, mas precisa parar de se preocupar com as pancadas que vai levar e focar nos recebedores. Então precisamos da OL equilibrada e boa desde o início do jogo, e não apenas no segundo tempo como nos últimos jogos. Muitas vezes o prejuízo é grande demais para correr atrás, igual no jogo contra os Cardinals.

Torço muito pra um bom jogo do Thomas Rawls, será a sua estreia em playoffs e se o time deseja ser campeão, precisa melhorar o jogo terrestre. Mas acredito que o jogo aéreo será predominante. Muitas vezes os times escondem jogadas para que não fiquem manjadas ao longo da temporada. Agora é hora de abusar de Jimmy Graham e Doug Baldwin. Eles já mostraram o porquê são os líderes do time e dificilmente o Seahawks ganham quando eles não aparecem.

A hora é agora. Vista sua camiseta e vamos para o primeiro jogo de vida ou morte. Espero que seja o primeiro de quatro possíveis. Energias positivas em direção a Seattle. Go Hawks.

Texto: Evandro Cavalcanti
Imagem: Página Oficial Seattle Seahawks

Deixe uma resposta