PRESS CONFERENCE 02 – 04/10/2017

Em entrevista coletiva nesta última quarta-feira feira, Pete Carroll falou primeiramente sobre os desafios da próxima partida contra o Los Angeles Rams, na Califórnia. Carroll foi perguntado até como ele se sentia a respeito dele ser o técnico mais velho da NFL e que agora iria enfrentar o técnico mais novo da NFL. Ele contou que era amigo do pai de Sean Mcvay, quando trabalhou na função de coordenador defensivo no San Francisco 49ers sob o comando do avô de Mcvay nas temporadas de 1995/1996.

Sob os desafios da partida, Caroll destacou a melhoria do time da Califórnia com o novo Head Coach, principalmente na parte ofensiva, enfrentando algumas dificuldades neste início de temporada na defesa, mas lembrou que o coordenador defensivo Wade Phillips é uma excelente mente defensiva e tem tudo para aprimorar esta unidade da equipe. (Vale lembrar que os Rams outrora jogavam no esquema 4-3 e estão em processo de transição para o esquema defensivo 3-4, sendo esta inconstância normal).

Lembrou da extrema qualidade de Todd Gurley, tanto em sua precisão em quebrar tackles (o jogador é o segundo em número de jardas na liga, com 362 jardas nestes primeiros quatro jogos) como também a sua versatilidade em receber passes (234 jardas recebendo passe) Obs: a título de comparação, o jogador do Seattle Seahawks que mais recebeu passes foi Doug Baldwin com 247 jardas).

Carroll também mencionou que está animado com o retorno de Thomas Rawls, destacando que o Running Back está saudável e pronto para substituir Carson com o maior número de carregadas, dividindo essa função com Eddie Lacy.

Sobre os jogadores machucados, o Head Coach afirmou que Avrill não irá jogar a partida de domingo e que sua avaliação continuará sendo feita ao longo das outras semanas. (Lembrando que o Seattle Seahawks descansa na próxima semana, voltando a jogar na semana 7 contra o New York Giants, em New Jersey). Ress Odhiambo participou dos treinos de quarta-feira, existindo chances reais de enfrentar Aaron Donald e companhia em Los Angeles. Lane não participou dos treinamentos até quarta-feira (situação que se repetiu ontem, quinta-feira) e provavelmente não deverá estar presente no jogo de divisão domingo.

Caroll elogiou o calouro Shaquill Griffin, considerando que ele está iniciando muito bem a sua carreira na liga. Destacou também a boa atuação de Coleman e sua experiência em jogos difíceis jogando pelo time do New England Patriots.

Sobre a linha ofesiva, Carroll destacou que a sua melhora nos últimos dois jogos está ligado a comunicação existente entre os próprios jogadores da unidade. Também lembrou do bom desempenho do guard Oday Abushi na partida contra o Indianapolis Colts.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: