Empolgou! – Pós-Jogo Semana 8

Saindo da bye week, o Seattle Seahawks fez mais uma boa partida e pela primeira vez na temporada estabeleceu um recorde positivo (4-3) e entrou no cenário dos playoffs. Em jogo com passer rating perfeito de Russell Wilson, a equipe comandada por Pete Carroll bateu o Detroit Lions, no último domingo (28), em Michigan, por 28 a 14.

Antes da partida, o confronto era colocado por parte da mídia norte-americana como um indicativo se Seattle teria, ou não, fôlego real para brigar por uma vaga nos playoffs. Segundo a ESPN NFL FPI uma vitória dobraria as chances da equipe alcançar a pós-temporada, de 27% para 54%.

A resposta não poderia ser melhor! Os Seahawks mostraram maturidade, controle da partida nos dois lados do campo, além dos destaques individuais, para conquistar sua vitória mais significante longe de seus domínios no ano.

Após uma drive sem sucesso no ataque e um touchdown tomado explorando uma falha de cobertura do FS Tedric Thompson, Seattle rapidamente tomou as rédeas da partida e marcou 21 pontos seguidos sem resposta. A história da boa performance ofensiva foi mais uma vez a união de um jogo corrido eficiente nos pés de Chris Carson e Mike Davis, à excelência e precisão de Russell Wilson nos passes.

O quarterback não precisou lançar muito na tarde de ontem, mas foi extremamente preciso quando o fez. Com apenas 17 tentativas, o número 3 teve 14 passes completos, para 248 jardas, 3 touchdowns, nenhuma interceptação, 158.3 de rating (o melhor da sua carreira) e 98.9 de QBR (o 2º melhor da sua carreira).

As três drives que terminaram o primeiro tempo em 21 a 7 tiveram a mesma característica: boas corridas de Carson atacando principalmente os A Gaps, passes de média-distância de Wilson esticando o campo, e por fim, passes curtos na red zone para marcar os touchdowns.

O WR Tyler Lockett chegou ao seu sexto TD recebido no ano, já igualando sua melhor marca pela franquia, ainda no seu ano de rookie, em 2015. Já a surpresa das últimas semanas, WR David Moore, foi mais uma vez protagonista, com quatro recepções para 97 jardas e o segundo TD de Seattle na partida. Para fechar o ótimo primeiro tempo, o TE Ed Dickson, que fez sua estreia na equipe após semanas fora por lesão, também deixou a sua marca na endzone.

Na segunda etapa, já contando com a vantagem elástica, a equipe teve postura mais conservadora e marcou mais uma vez, com Carson chegando ao seu segundo touchdown corrido no ano. No outro lado do campo, a defesa seguiu forte vencendo a batalha de turnovers.

Contando com o importante retorno do LB K.J. Wright, a unidade defensiva de Seattle foi novamente bem na cobertura da secundária, cedendo poucos passes longos, e na pressão do QB, com mais um sack de Frank Clark, além de outro de Shamar Stephen. Seattle também forçou dois fumbles, com Tedrick Thompson e Jaran Reed, e interceptou Matthew Stafford uma vez, com Justin Coleman.

Outra melhora da defesa no domingo foi na proteção do jogo corrido. Com ajuda de Wright, os Seahawks cederam apenas 34 jardas para os Lions no solo.

 

Playoffs

O resultado em Detroit, aliada a derrota de Green Bay (3-3-1) para os Rams (8-0) em Los Angeles, deixaram os Seahawks com a sexta vaga para os playoffs na NFC momentaneamente.

No último pós-jogo, bateu-se na tecla da importância de sequência de quatro jogos que viriam após a semana de descanso (Lions, Chargers, Rams e Packers). A primeira parte foi bem cumprida e agora o time volta para o CenturyLink Field mais confiante. Nas próximas três semanas, Seattle terá a chance de mostrar para o resto da NFL sua real força e chance de ir às pós-temporadas.

Caso consiga vencer dois desses jogos, a equipe se estabelece como uma das forças da NFC e ainda terá três confrontos divisionais que não ameaçam ser grandes desafios. A ver.

 

Michael ‘Big Balls’ Dickson

O nosso australiano favorito roubou mais uma vez a cena no jogo de domingo. O punter recebeu uma chamada para estender a jogada na endzone para gastar tempo, já quando o cronômetro marcava 2:18 para o fim do jogo, mas a escolha de 4ª rodada do Draft fez mais. Vendo o espaço aberto para o 1st down, o camisa 4 saiu correndo e garantiu a vitória dos Seahawks com os pés. Que punter maravilhoso!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: