Perspectiva do Draft pós trade de Frank Clark

Olá 12’s, faz um bom tempo que não vos escrevo, e confesso que o tempo tem sido bem corrido por aqui. Apesar disso, tive bastante interesse em escrever sobre uma pequena perspectiva que tive sobre o Draft ontem, após a trade envolvendo nosso Defensive End, Frank Clark.

De inicio já vos digo que achei a trade vantajosa, entretanto, o que era uma necessidade óbvia, se torna ainda mais necessária agora com a saída do principal jogador da posição. Primariamente tentarei explicar o motive de, particularmente, concordar com a troca.

Após ver o novo contrato de Clark no Chiefs, é evidente que Seattle teria seu poder de fogo devastado por alguns anos e poderia perder, o que eu acho ser, o seu pilar defensivo, Bobby Wagner. Além de Wagner, com o crescimento de Jarran Reed, pode-se dizer que seria impossível conseguir manter tantos jogadores. Seattle deve ter buscado essa troca após o anuncio de renovação de Demarcus Lawrence pelo Cowboys, com uma média de U$21M anuais e U$65M de total garantido, além de um valor total em 5 anos de U$105M. Esse era o contrato do Lawrence, o Clark conseguiu superá-lo em meio milhão de dólares.

Dito isto, Seattle que tinha apenas 4 escolhas de draft, agora tem um poder de fogo maior. A troca que envolveu Clark, rendeu uma escolha de 1rst Round de 2019, uma escolha de 2nd Round em 2020 e uma troca de escolhas no 3rd round, onde Seattle cedeu a escolha 84 em troca da 92, como forma de compensação por alguma diferença que eles acreditam que haja.

Com a troca, Seattle agora tem as escolhas 21, 29, 92, 124 e 159, porém, com munição extra na primeira rodada, fica mais fácil conseguir mais picks, tendo isto em vista eu vou propor alguns movimentos possíveis no dia do draft, vamos a eles:

 

TRADE 1: Seattle – Pick 29 -> 49ers – Picks 36, 104 e 176

TRADE 2: Seattle – Pick 92 e 176 -> Giants – Picks 95 e 143

Trade 3: Seattle – Pick 159 -> Chargers – Picks 166 e 242 e uma escolha de 7nd round em 2020

Todas essas trocas, tem como base a tabela de valores de picks utilizada anualmente entre os GMs da NFL, utilizei como base a seguinte tabela:

https://www.drafttek.com/NFL-Trade-Value-Chart.asp
www.drafttek.com/NFL-Trade-Value-Chart.asp

Basicamente, cada pick em cada round tem um valor específico , começando do mais alto, pick 1 com 3 mil pontos até a última pick do draft com apenas 1 ponto, com isso, realizei a conta básica de somar o valor das picks e chegar ao mais próximo possível, pois quase sempre passa um pouco ou falta um pouco, como foi a trade com Giants que ficou menos de 1 ponto em favor de Seattle.

Com as trocas realizadas, Seattle teria as escolhas 21, 36, 95,104,124,143, 166 e 242.

Seattle agora teria munição para conseguir bons nomes em diversas posições e dito isto, o que vou fazer aqui, é o que eu faria particularmente, não sou John Schneider (até por que não draftaria RB na rodada 1) e nem profissional em scouting, caso queira uma opinião com maior margem de detalhes e argumentos, sugiro o OnTheClock e o Zona FA, que fazem um trabalho fantástico nesse sentido. Então vamos às escolhas.

Pick 21 – Brian Burns, EDGE, Florida State;

Burns é meu jogador favorito dentre os que são possíveis de caírem até a 21, porém, não me limito a ele apenas, Clelin Ferrell e Montez Sweat também seriam bem vistos aqui.

Burns teve um combine incrível, é muito atlético, tem uma explosão enorme na linha de scrimmage e um teto ainda desconhecido, ele seria com toda certeza uma pick que eu amaria para Seattle.

Pick 36 – Johnathan Abram, Safety,  Mississipi State

Adoraria ter o Aderlay aqui, tem um potencial interessante para o Carroll trabalhar, porém, duvido muito que passe de Eagles e Packers na primeira rodada. Com isso, Abram é o Safety que mais me agradou nos que restaram.

Abram tem um tamanho similar com o de Earl Thomas, tem boa velocidade e joga muito bem atacando a LOS, quando sai na cobertura, tem algumas dificuldades, porém, podem ser corrigidas com uma boa orientação técnica,

Pick 95 – LJ Collier, DE, TCU

Collier tem crescido muito nos boards, tem tido bastante atenção por seu grande potencial. O jogador é bem atlético, consegue criar bastante pressão pelas sides e pode formar uma dupla interessante com Burns.

Pick 104 – Haakem Butler, WR, Iowa State

Butler é enorme, e apesar de termos Will Disly voltando de lesão, Wilson precisa de um WR grande para ser alvo na redzone. Butler tem alguns problemas com as mãos, entretanto sua estatura e velocidade são impressionantes para alguém desse porte. Seria interessante ver como ele se encaixaria no ataque de Seattle e com a incógnita em torno da condição de Doug Baldwin, seria uma pick razoável.

Pick 124 – Lonnie Johnson Jr., CB , Kentucky

Lonnie Johnson tem alguns problemas em “Man Coverage”, mas apresenta bom desempenho em marcação em zona. Seattle ama corners com 6’3 e Johnson pode ser muito bem desenvolvido por Carroll e cia.

Pick 143 – Austin Bryant, DE, Clemson

Bryant recebeu várias projeções de ser first ou second round pick, mas com o tempo e a inconsistência durante a carreira, além de problemas em seu skill set para o próximo level, ele deve cair o suficiente para poder ser trabalhado pelas mãos da comissão de Seattle.

Pick 166 – Demarcus Christmas, DT/NT, FSU

Christmas vem para uma lacuna que faltou bastante nas últimas duas temporadas, um NT, que consiga preencher os espaços da corrida. O time que já foi o que menos cedeu jardas terrestres, chegou a tomar quase 200 contra o Panthers e mais de 100 em outros jogos. Christmas é um jogador que sofre bastante para gerar pass-rush, mas pode ser de grande ajuda na contenção do jogo corrido, se conseguir melhorar sua habilidade com as mãos.

Pick 242 – OT Tyler Roemer, San Diego State

Tyler é um OT bem atlético, um projeto para ser trabalhado por Solari, pode chegar a ser um bom backup de RT.

 

Esse draft daria bastante versatilidade ao Seahawks, acredito que um LB seja possível em algum momento também, entretanto, precisamos achar nosso pass-rush e com KJ e Bobby garantidos no time, LB não é algo tão imediato, já que o próprio Mingo também pode ajudar.

 

Como disse no inicio não sou especialista em draft, apenas sei algumas coisas e em boa parte é pesquisa em cima do que scouts e analistas dizem de cada jogador. Acredito que poderíamos ter um bom draft com os nomes acima, mas tudo é possível no dia do draft.

 

Concorda do mock? Discorda? Deixa nos comentários quais seriam suas escolhas.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: