Pré-jogo Minnesota Vikings x Seattle Seahawks

Após a vitória contra os 49ers, alinhado a outros resultados, os Seahawks viram suas chances de playoffs aumentarem consideravelmente, e o confronto contra os Vikings pode ser, em caso de vitória o carimbo final(mesmo que não matematicamente) para a vaga no wild card, deixando os jogos restantes para definir ser #5 ou #6. O time ficará entre os Bears, provável campeão da divisão norte e os campeão da leste, que acredito ser os Cowboys. Maaas, vamos dar um passo de cada vez, pensar primeiro em vencer os Vikings, e já empurrar para trás mais um candidato no wildcard, para depois analisarmos os jogos restantes.

Ataque

O ataque vem melhorando no planejamento e execução do plano de jogo. Isso se dá por dois motivos, a mudança do jogo terrestre, que já não é mais novidade nenhuma e no “conservadorismo” de Wilson. Explico, talvez o torcedor tenha alguns momentos de “raiva”, quando Wilson toma um sack por segurar demais a bola. Claro que ninguém quer isso, porém, melhor um sack do que um turnover. Wilson sempre foi um QB com poucas interceptações, esse ano apesar de ter tido algumas, por falhas feias, como a contra os Chargers e Bears, tem uma boa proporção TD/INT de 29/5. Além disso, com a melhora da linha ele tem ficado mais dentro do pocket em comparação a outros anos. Minha única ressalva seria usar a habilidade de estender a jogada, nem que seja para jogar a bola fora e evitar o sack, que por vezes mata o drive. Só pontuando que Wilson continua entre os melhores contra blitz e em jogadas de play action além de sua eficiência da redzone.

Grande embate da defesa dos Vikings contra a linha dos Seahawks. O time de Seattle é o que tem mais jardas após o primeiro contato 814, quase 100 jardas na frente do segundo colocado, e muitas dessas jardas são fruto do trabalho de Carson e sua temporada sensacional. Aí vem o primeiro problema, no último jogo ele sofreu uma lesão no dedo, e apesar de ter sido dito que irá para o jogo, não estará 100%. Outro ponto é que a defesa dos Vikings está no top-10 de melhores defesas contra a corrida em primeiras descidas. Normalmente nosso plano de jogo, principalmente no começo é correr com a bola nas duas primeiras descidas, então será interessante ver o desenrolar desse duelo.

Essa defesa também está entre as melhores em ceder jogadas explosivas, é o quinto da liga, vamos ver se a conexão Wilson-Lockett vai funcionar. O segundo problema, é bem mais pesado (cerca de 154kg), a lesão de Fluker. Ele é fundamental nessa mudança, e um dos jogadores mais importantes do ataque depois de Wilson. Quem provavelmente assumirá a posição será Simmons, que só tem a partida contra os Rams como amostra. Nessa partida fez um bom trabalho contra uma grande DL, mas não foi uma partida livre de erros.

Assisti alguns jogos dos Vikings esse ano, e além de ter um front seven muito bom, percebi que muito do jogo da defesa foi explorar algum desfalque da linha ofensiva do outro time. Sendo assim, provavelmente o lado direito da linha, que por conta de Ifedi, já é mais explorado, terá que fazer um trabalho ainda melhor para impedir Hunter, Richardson e Cia (juntamente com seus 36 sacks na temporada) de chegarem a Wilson (além de Tom Johnson, que Seattle está pagando para jogar contra ele, após o corte na semana 2). Detalhe para essa defesa que é uma das que mais força 3 and out, a quarta com 36.5%.

Defesa

Nosso corpo de LBs, provavelmente contará com a volta de Kendricks. Não que eu ache Calitro um mal jogador, ele contribui muito, principalmente no combate ao jogo corrido com muita agressividade, mas na cobertura ao passe, deixa a desejar. O front seven precisa ficar atento a Dalvin Cook, que é uma grande arma no ataque do time de Minnesota.

O principal embate aqui será no jogo aéreo, Griffin depois de dois jogos bons, vem caindo vertiginosamente de desempenho desde a primeira partida contra os Rams. Flowers tem feito uma bela temporada, mas tem algumas oscilações, normais para um novato. Thompson e McDougald também tem tido seus altos e baixos durante a temporada e serão fundamentais nesse jogo, para evitar grandes avanços e auxiliar os CBs. Mas aponto aqui como principal duelo, Coleman vs Thielen, gosto muito do trabalho que ele vem fazendo na temporada de forma geral, o time é um dos que menos cedeu TDs contra slot WR. Thielen é a bola de segurança de Cousins, marcá-lo passo a passo, tirará o QB da sua zona de conforto. Algo importante a se dizer é sobre um possível mal estar com as chamadas de John DeFilippo, e ambiente é uma coisa que faz diferença em qualquer esporte ;).

Cousins, apesar de ter boas armas a sua disposição, Thielen com 1166 jardas e Diggs com 839 tem feito um trabalho ruim fora de casa, lançando algumas interceptações bem equivocadas, vide o jogo contra os Bears e os Patriots. Essas “panes” tem acontecido principalmente em momentos decisivos, mesmo com bom pocket, tem tomado péssimas decisões, então manter um placar próximo, mesmo que negativo, até o fim do jogo vai manter o time vivo. Vale lembrar a péssima partida contra os Bills também, acho que ninguém de Seattle iria reclamar se acontecesse :D.

A OL dos Vikings tem tido algumas partidas sofríveis na temporada, mesmo tendo bons nomes. É uma ótima oportunidade para a DL, principalmente com Clark e Reed e criatividade em blitz, trazer o caos e a secundária ficar atenta a lançamentos de Cousins (ficamos na torcida pela primeira interceptação de Flowers).

Go Hawks!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: